terça-feira, 21 de junho de 2016

A bíblia viva em nós


E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões.
E também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias derramarei o meu Espírito.
E mostrarei prodígios no céu, e na terra, sangue e fogo, e colunas de fumaça.
O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor.
E há de ser que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo; porque no monte Sião e em Jerusalém haverá livramento, assim como disse o Senhor, e entre os sobreviventes, aqueles que o Senhor chamar. (
Joel 2:28-32)
Tenho, nesse  últimos anos, descoberto uma nova forma de ler a palavra. Quando  lemos a bíblia precisamos compreender que ela apresenta fatos e não fábulas, que é a palavra de Deus, porém mostra Deus revelado e atuante na  história e na de seu povo. A questão relevante que trará diferença em nossa leitura é: “ as manifestações históricas da bíblia podem tornar-se a repetir?” . O que tenho presenciado nesses anos, é que tudo o que está na Bíblia é real e pode acontecer, porque o Deus da bíblia ainda é o mesmo, e ele não nos revelou simplesmente o que ele fez, afim vermos como algo passado, mas o que ele fez para podermos acessar suas manifestações no presente, e saber quem Ele é, e como ele é, e como ele age, pois  Deus procura relacionar-se amorosamente com sua criação. As vezes infantilmente, poderíamos pensar que bastava Deus manifestar-se como antigamente para crermos, mas a questão é que ele escolheu manifestar-se conforme o que ele mostrou nos seus  escritos e nos seus atos bíblicos. Por que? Porque ele quer que nós o procuremos em sua palavra, para que ao encontrarmos, as manifestações dEle se concretizem na vida daqueles que o procuraram, Eu amo aos que me amam, e os que diligentemente me buscam me acharão”. ( Pv 8,17)   Quando o procuramos em sua palavra, percebemos um Deus que cura o enfermos, um Deus que revela uma nuvem de glória pra manifestar a presença dEle ao seu povo, um Deus que faz tremer o monte pra falar com Israel, um Deus que faz o céu fechar, para que não haja chuva e depois abre o céu e ordena a chuva para mostrar que ele é Deus, é verdade que muitos destes sinais aconteceram por motivos específicos, a fim de manifestá-lo e dar livramentos ao povo de Israel, mas isso não anula o fato de que ele pode mostrar sinais mais intenso em nossas vidas hoje. Cremos que pela palavra de Deus, ele continua curando, pois manifestou sua vontade de curar no filho Jesus, cremos que ele continua agindo poderosamente sobre a face de toda a terra. Porém, ele nos chama a relacionamentos e manifestações que são para íntimos e próximos dele, são sinais da sua glória e da sua presença, são manifestações de seu amor, quando o percebemos diariamente e até podemos ouvir e sentir corporalmente a manifestação da sua glória. Ele não escolheu habitar em templos feitos por mão humanas, mas em templos feitos por suas mãos (at 7.48 e 49; At 2.1-4),mas dentro de seus filhos, os quais receberam sua pessoa o Espírito Santo. Através do sacrifício de Jesus, somos perdoados de nossos pecados, o que nos habilita em sermos seus templos e receber o derramamento do Espírito Santo de Deus, bem como suas manifestações em nós.
O que lemos e ouvimos na palavra pode ser vivido numa dimensão de intimidade dentro de nós, creio que não precisamos esperar o mar se abrir, mas  podemos abrir cadeias com nosso louvor e com nossas orações ( Atos 16.24 a 26). Ou receber  sinais e maravilhas não especificados na bíblia, mas bem reais, como as que Estevão experimentou e operou (At 6.8) , ou ainda sermos agentes de cura, onde a presença e o poder de Deus se manifeste em nossas próprias sombras ou lenços ( At 19.11 a 12) e termos uma alegria que supera qualquer perseguição ou prisão como o apóstolo Paulo. São vários os milagres em Atos, são vários dons dados a igreja, a Bíblia nunca disse que isso cessou, mas afirma que Jesus Cristo é o mesmo ( Hb 13.8) e ele habita no seu corpo que é a igreja. Cristo manifestou nele quem é o Espírito Santo, sendo assim, sabemos quem é o Espírito que habita em nós olhando para Cristo. Viva intensamente o Espírito Santo, não leia a bíblia como algo do passado, mas ela está viva pelo Espírito Santo em você. 
        “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;
O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós.
Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós.”

João 14:16-18